Celebração do Dia

10 DE AGOSTO
Celebração de Selkhet, antiga deusa egípicia, senhora do mundo subterrâneo e do ranascimento da alma. Seu símbolo é o escorpião e pode ser representada como mulher, com um escorpião sobre a cabeça. Selkhet também era uma deusa da fertilidade, considerada a protetora dos casamentos. Era esposa do deus solar Ra e assitente das deusas Ísis, Nephtys e Neith nos ritos funerários para Osíris. Nos túmulos  egípcios, foram encontradas várias estatuetas de ouro dessa deusa, colocadas pelos parentes  dos falecidos que  invocam  sua assistência  na travessia e orientaçao das almas no mundo subterrâneo.
Celebração celta dos espíritos  do fogo.Nesta data, ervas sagradas eram queimadas nas fogueiras como oferendas às Salamandras. Também era homenageada  Grian, a deusa do Sol. Rainha  dos Sidhe, o Povo das Fadas, Grian era gêmea de Aine, a deusa da Lua e do amor.
O povo basco comemorava Urtz, a deusa do céu e Sirona, a deusa das estrelas.
Aniversário de Hécuba, a mãe de Paris e Cassandra. Paris foi o causador da guerra de Tróia e Cassandra era uma linda sacerdotisa do Sol. O deus Apolo sentiu-se por sua beleza que lhe prometeu o dom que ela quisesse caso fizesse amor com ele. Ela pediu o dom da profecia, depois de recebê-lo, não cumpriu a promessa. Enfurecido, Apolo amaldiçoou-a: suas profecias, embora verdadeiras, não eram acreditas e Cassandra foi considerada louca.
Dia de Ysahodhara, a esposa de Buda e dos Parikas, os anjos hindus das estrelas cadentes.

*informações extraídas do livro “ O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.

Próximos rituais

ATENÇÃO! Os rituais na UNIPAZ estão SUSPENSOS.

A Teia de Thea continuará a realizar as conexões de forma individual (cada pessoa em sua casa) de acordo com o seu calendário de 2020.

A Teia de Thea convida para, neste momento em que o distanciamento social é necessário, aprofundar o mergulho no autoconhecimento através de rituais de conexão com a roda do ano e plenilúnios que podem ser realizados em casa.

A Teia de Thea acredita que através dos mitos (de panteões diversos), meditações e práticas mágicas é possível acessar, alterar e aprimorar camadas mais profundas da existência humana e isso traz a possibilidade de um caminhar terreno mais consciente e de um evoluir em sintonia com o um e com o Todo.

Cientes da diversidade de habilidades e da diversidade das dificuldades decidimos, a partir do mês de junho, trazer os rituais também no formato de áudio. Portanto serão disponibilizados, aqui no site, os podcasts referentes aos rituais ou o roteiro por escrito e o jornal Deusa Viva. Sugerimos fortemente a leitura de todo o jornal, pois ele complementa e fortalece as energias trabalhadas no ritual.

Link para o acesso aos jornais e rituais


13 de agosto. Noite de Hécate

Ritual a ser realizado em casa.
#fiqueemcasa

Sugestão: Saia ou vestido na cor preta ou roxa, véu negro (se tiver) e xale escuro.

Lista de material:
* vela vermelha pequena dentro de um copinho;
* incenso de olíbano ou mirra;
* cálice com vinho tinto ou suco de uva;
* ponta de cristal;
* cabeça de alho;
* maçã;
* pentagrama ou imagem de um;
* 13 tiras de papéis com os nomes sagrados da Deusa Hécate:

• Hécate Chtonia;
• Hécate Cratais;
• Hécate Enodia;
• Hécate Kleidouchos;
• Hécate Kourotrophos;
• Hécate Phosphoros;
• Hécate Propolos;
• Hécate Propylaia;
• Hécate Prothiraia;
• Hécate Prytania;
• Hécate Soteira;
• Hécate Trivia;
• Hécate Triformis.

* galho pequeno com 3 ramificações ou a imagem da Deusa Hécate.
* tambor ou chocalho, se tiver.


Sugestões de elementos para o altar:
O altar é o ponto focal de energia de um ritual e deve conter os quatros elementos (ar, fogo, água e terra) que são distribuídos de acordos com as quatro direções cardeais. Ao centro, colocamos uma representação da Deusa.

Procure um espaço dentro da sua casa tranquilo e, se possível, reservado para montar o seu altar. Sugerimos uma toalha preta ou roxa, fazendo a conexão com o escuro da lua nova e, preferencialmente, o formato circular.

Leste – Elemento Ar: incensário com incenso de olíbano ou mirra. Ele purifica as energias do ambiente e traz para um estado meditativo.;

Sul – Elemento Fogo: usar uma vela vermelha dentro de um copinho. Manter a vela acesa durante todo ritual. O fogo é a energia transmutadora que queima tudo que não precisamos carregar.

Oeste – Elemento Água: usar um cálice com vinho. O cálice representa o feminino.

Norte – Elemento Terra: usar uma ponta de cristal simbolizando o elemento terra, matéria concreta. Colocar ao lado do cristal a cabeça de alho e a maçã.

Centro – Representação da Deusa: colocar o pentagrama, se não tiver imprima ou desenhe um. No centro do pentagrama coloque um pequeno galho com três galhinhos que se ramificam, simbolizando Hécate, a Senhora dos caminhos, das encruzilhadas e das transições. Ou se preferir use a imagem da Deusa. Em volta do pentagrama dispor das 13 tiras de papeis com os nomes sagrados da Deusa, conforme descrito no convite.


*** Ester, sacerdotisa coordenadora deste ritual, se colocou à disposição para esclarecer dúvidas através de mensagens pelo aplicativo WhastApp, (61)996215575.

Importante: Não se exponha além do necessário. Caso você não possua um ou mais dos itens pedidos, verifique se é possível fazer alguma adaptação (usar uma vela com uma cor diferente mantendo a sintonia se o pedido foi vela clara ou escura, usar a fruta que tiver, usar a essência ou incenso que tiver, usar o cristal que tiver tentando manter a sintonia com o formato pedido e tantas outras adaptações. Lembre-se da importância e do poder da intenção.

*** O link para o áudio do ritual estará disponível em breve.***