Chih Nu

Clarissa Vargas (*)

Quando eu era menina, gostava de deitar
Fazendo da grama meu tapete (fofo e com aroma em flor)
Olhava para o azul do céu
E procurava os olhos teus
Deusa, que brincava de se desmanchar em nuvens
Que me levava a imaginar e tecer os caminhos dos astros
Eu via formas, contava histórias, de gentes, seres que nunca conheci
Olhava ao redor e estava ainda flutuando com os pés na grama
Se chovia, aglomerando-se em cinzas
Logo aparecia o Sol-doce-mel
A colorir com íris uma aérea trilha
Meu coração podia sentir
Que parte de mim era aquele azul
Parte de mim era Chih Nu

(*) Clarissa Vargas – Grupo Girassol