Tessitura



A Tessitura Teia de Thea, idealizada por Mirella Faur, é formada por três círculos.
Partilhamos aqui os fios que nos unem!

*Princípios
Reverenciar as múltiplas Faces e atributos da Grande Mãe, praticar, honrar e celebrar os valores da sacralidade feminina, buscar o “empoderamento” feminino e a conexão amorosa praticando a “consciência do coração” (confiar para falar a própria verdade e silenciar para ouvir a verdade alheia), assumir a responsabilidade para cumprir seu compromisso individual e grupal (em relação a si, às outras irmãs e ao Todo), adotar a liderança partilhada com distribuição e recepção igualitária (de tarefas, iniciativas, possibilidades, realizações e energias), promover parceria e solidariedade, entrelaçar intenções, objetivos comuns, demonstrar respeito e gratidão à Deusa, natureza, mestras, irmãs, mães, seres da Criação.

*Propósitos
Criar uma comunhão de almas afins em busca da sua conexão com os valores, princípios, rituais e práticas das Tradições multiculturais das Deusas, buscar e aplicar o conhecimento histórico, mitológico, oracular e mágico. Promover a cura, o fortalecimento pessoal e grupal em um trabalho circular em que se pratica irmandade, parceria, comunicação aberta, compartilhando dores, alegrias, dons e realizações para curar as feridas da alma feminina. Levar o sagrado para a vida cotidiana, valorizar os atributos femininos nas atitudes, ações, vestuário, linguagem e na expressão criativa, amorosa e intuitiva.
A finalidade de um círculo sagrado feminino é coletar, direcionar e distribuir energias para efetuar mudanças e transformações individuais e coletivas. Um círculo encontra sua força na integração harmoniosa dos seus elos humanos.

*Poder
Reside na conexão criada, mantida e fortalecida com a Fonte Suprema, na união das almas irmanadas como Filhas de uma mesma Mãe Divina, na integração harmoniosa de objetivos, valores e intenções comuns, no equilíbrio físico, psíquico, mental, emocional, energético e espiritual de cada uma das participantes, contribuindo assim para a criação, manutenção e sustentação de uma egrégora harmoniosa, luminosa e poderosa.

*Círculo Central
As Fiandeiras (escolhendo fios e padrões, desfazendo nós)

*Missão
Coordenar as atividades espirituais e os assuntos materiais.

*Atribuições
Analisar e tomar decisões nas questões essenciais relacionadas ao bom desempenho de todas as atividades, planejar o calendário (rituais, datas especiais, vivências, workshops, iniciações, novos grupos), organizar a estrutura e a logística dos encontros, cuidar dos meios financeiros (ganhos, gastos, investimentos), solucionar conflitos, esclarecer dúvidas, responder questionamentos ligados aos assuntos acima citados, direcionar a movimentação das integrantes dos círculos nas datas previamente marcadas (próximas aos solstícios e equinócios)

O fluir da integração e da movimentação harmoniosa entre os três círculos (entrada, deslocamento de um círculo para outro e saída de integrantes) acontece de maneira natural e oportuna, seguindo a orientação e aprovação do círculo central nas datas das suas reuniões com a adequação do perfil das voluntárias para as tarefas devidamente especificadas.

*Círculo de Apoio
As Tecelãs (juntando fios, tecendo a Teia)

*Missão
Auxiliar nas atividades espirituais e nos assuntos práticos e materiais definidos, planejados e organizados pelo círculo central.

*Atribuições
Contribuir nos rituais e nas vivências (divulgação, inscrições, pagamentos, organização, todos os preparativos prévios, recolhimento e guarda do material usado, arrumação no final), comunicação virtual (site, divulgação, mediação, convites, anúncios, artigos), intercâmbio com a Unipaz (e-mails especificando datas, locais e material para os encontros, cardápios), aulas diversas (astrologia, canto, dança, pintura, bordados), colaborar, participar e conduzir rituais, colaborar para o jornal Deusa Viva, contratar e supervisionar serviços, organizar as compras, cuidar da manutenção e do armazenamento do material e da biblioteca da Teia.

*Círculo de Sustentação
As Zeladoras (cuidam da tessitura astral, energética e humana da Teia)

*Missão
Criar, zelar e fortalecer a egrégora energética e espiritual grupal da Teia (porém, cada integrante de qualquer um dos círculos e grupos de estudo deverá cuidar, manter e zelar pela sua própria aura de proteção psíquica e mágica, pelo seu alinhamento espiritual e sua defesa astral no nível físico, emocional e mental).

*Atribuições
Participar dos rituais e vivências, contribuindo com as purificações, cantos, danças, mantras, poesias (Melissas e Sacerdotisas da Dança), evocações e invocações, a manutenção dos assentamentos dos Orixás (SER), a ativação e consagração da Roda de Cura (feita pelas responsáveis da condução dos rituais na Lua Negra, na Noite de Hécate e em outras oportunidades), a organização dos comboios, alojamentos, arrumação e refeições nas Iniciações, a preparação dos altares, oferendas e a condução da procissão de Brigid, práticas individuais e grupais com visualização e afirmações para o reforço da egrégora da Teia.