Ritual Sheela Na Gig - 05 de junho

Celebração da Deusa Sheela Na Gig, Guardiã Celta do Portal da Vida e da Morte

“Eu abro minha vulva para todos verem, Eu a estico bem aberta, pois ela é o portal pelo qual todos entram para a vida. Eu sou a abertura para este mundo, para os sábios e os ignorantes, para os selvagens e os pacatos, para os corajosos e os mansos.
Eu sou a Anciã, Eu sou o portal da vida e lhe digo: entre pelo meu portal e abra-se, se tiver algo importante mostre, e assim todos podem ver.” Goddess Oracle. Amy Sophia Marashinnsky (Extraído do Livro As Faces Escuras da Grande Mãe de Mirella Faur)

05 de junho, sexta-feira, às 20h

Sugestão: Vestir saia ou vestido de cor escura. Usar jóias e/ou bijuterias prateadas.

Lista de material:
* 2 velas na cor branca (para evitar que a cera caia em algum lugar não adequado, sugerimos acender a vela dentro de recipiente próprio para velas ou, caso não tenha, utilizar um copo)
* maçã para oferenda
* 3 colheres de terra ou pó de café
* florzinha de preferência vermelha
* ponta de cristal
* incensário com incenso de olíbano ou do seu signo ou o que tiver
* cálice com água
* toalha preta
* búzio ou concha fechada
* essência de olíbano ou do seu signo ou a que tiver

(Não saia de casa para buscar qualquer desses elementos, use o que tiver em casa. O mais importante é sua segurança e a intenção
#ficaemcasa)

Altar

O altar é o ponto de sustentação da energia do ritual. Reverenciamos os quatros elementos de acordo com as quatros direções.

Prepare o local onde será feito o ritual. De preferência uma mesinha que deverá ser coberta com uma toalha/pano preto, azul marinho ou outro tom escuro.


Leste – Elemento Ar – utilizar um incensário com incenso de olíbano, caso não tenha usar outro de sua preferência;

Sul – Elemento Fogo – vela de cor branca. Caso não tenha na cor solicitada, use a que tiver em casa.

Oeste – Elemento Água – taça com água.

Norte – Elemento Terra – utilizar uma ponta de cristal e 1 maça para oferenda a Deusa.

Centro – faremos a representação da Deusa Sheila Na Gig. Essa será representada por uma vulva feita de terra, com 1 velinha branca no centro. Iremos utilizar, para um altar de 45cm, mais ou menos 3 colheres de sopa de terra. Para facilitar o desenho sugiro colher a terra dentro de um saquinho plástico.

Quem não tiver como conseguir terra poderá utilizar o pó de café ou fazer um desenho. Quanto os objetos que representam as quatro direções estiverem devidamente posicionados, corte a pontinha do saquinho plástico para fazer o desenho da vulva,no centro do altar. Começando no norte e terminando no sul. Na extremidade norte, próxima da ponta de cristal (simbolizando o falo), enfeitaremos com uma florzinha, de preferência vermelha, que representará o clitóris. No centro da vulva colocaremos a velinha branca.

Obs: para uma melhor conexão com a Deusa Sheela Na Gig dar preferência, na hora de montar seu altar, a objetos mais rústicos feitos de elementos naturais como madeira, barro, vidro e metal. Quando for a hora de começar o ritual e até o final do mesmo lembrar de manter as velas acesas e o incenso queimando.

No dia seguinte ao ritual a terra e a maçã deverão ser deixadas, de oferenda a Deusa, na natureza ou em um vaso de planta em sua casa.


Ritual

1. Purificação

Estamos hoje reunidas para realizar o ritual de Sheela-Na-Gig, Guardiã celta do portal da vida e da morte. O primeiro passo é procedermos a nossa purificação limpando nossa aura e retirando bloqueios internos criando, portanto, uma atmosfera adequada para a nossa celebração. Posicione-se em frente ao seu altar na direção leste. Acenda o incenso deixando a fumaça se elevar no ambiente e no seu corpo passando-a nos seus pés, pernas, ventre, coração, costas. Sinta o seu aroma, respire mais profundamente e adentre-se na suave harmonia do seu movimento. Dirija-se à posição do Sul, acenda a vela do altar e sinta o seu calor entre as suas mãos confortando o seu coração. Siga agora em direção ao Oeste e no cálice molhe os seus dedos com a água espargindo-a em sua fronte. Sinta a sensação da qualidade desse elemento lhe purificando. Em seguida, ao Norte entre em contato com o cristal e sinta essa imensa força lhe fortalecendo. Respire profundamente. Está feito.



2. Presságios astrológicos

A Lua chegou ao seu ápice no oposto complementar de Gêmeos, o Signo de Sagitário, o que nos movimenta em uma busca por respostas. Na lunação de Gêmeos somos bombardeados por informações, passamos por um processo mental intenso, por um excesso de exposição tecnológica e com a Lua cheia em Sagitário temos a oportunidade de compreender o quadro maior, enxergar além da notícia, do acontecimento isolado. Expandimos nossos horizontes. É uma Lua cheia que nos incentiva a ir atrás do sentido nutridor, equilibrar a razão com uma boa dose de intuição, a nos projetar no futuro e refletir sobre onde nossas ações e pensamentos irão nos levar. É uma energia benéfica, de esperança, de esclarecimento, de entendimento, de expansão de crenças.

A Lua, no entanto, faz oposição ao Sol e à Vênus retrógrada em Gêmeos, e quadratura à Marte e Netuno em peixes, formando a Quadratura T na qual Netuno/Marte são os planetas focais. Marte em Peixes deixa nossa ação imbuída de sentimento e temos dificuldade de expressar a raiva, que pode ficar introjetada, voltada contra si mesma. Há uma dificuldade de dizer não e podem ocorrer explosões emocionais e até doenças. Por sua vez, Netuno vem nos pedir para dissolver nossas crenças, nosso mundo de fantasias, compreender melhor o que acontece ao nosso redor. Sair da ilusão e do medo de olhar para a realidade. Tirar a cortina de fumaça, descortinar a nossa verdade.

Há que se considerar, ainda, que o planeta Vênus retrógrado vem nos fazer refletir sobre como está nossa autoestima, a qualidade das nossas relações, parcerias de trabalho, a gestão do nosso dinheiro. No signo de gêmeos, convida-nos a olhar para como falamos de nós mesmas, como nos comunicamos nas nossas relações em geral, como planejamos nossos gastos ou investimentos. É um período que iniciou ainda na primeira quinzena de maio e segue até o final de junho e pode nos fazer revisitar um passado recente, fazendo ressurgir pessoas e situações, além de nos fazer repensar decisões afetivas e financeiras.



3. Evocação das Direções e Invocação da Deusa

Se posicione à frente do seu altar e vamos iniciar a partir da direção leste.

Leste: Nós saudamos e evocamos o guardião do elemento ar, pedindo a abertura do portal do Leste - Como o sopro da vida, que possamos fluir com o vento, voando como a Cegonha com leveza e arte, para o alto, além das distrações, voando rumo ao consciente criativo.

Sul: Nós saudamos e evocamos o guardião do elemento fogo, pedindo a abertura do portal do Sul - Como as chamas das fogueiras sagradas, que possamos brilhar e iluminar nossos caldeirões mágicos, que o crepitar de nossos espíritos possa queimar o velho e expandir para o novo.

Oeste: Nós saudamos e evocamos o guardião do elemento água, pedindo a abertura do portal do Oeste - Como a nave uterina em meio às águas da criação, que possamos navegar em pura emoção, livres das mágoas e dores mundanas, mergulhadas no mar do amor.

Norte: Nós saudamos e evocamos o guardião do elemento terra, pedindo a abertura do portal do Norte - Como a caverna que guarda a vida, que possamos ser guardadas e protegidas, para um crescer e nutrir junto a terra, como a grande Bétula Branca.

Centro: Ao centro invocamos a Deusa Sheela Na Gig portadora do Centro Sagrado do Silêncio Primordial, guardiã do Grande Portal. Para que nos guie nos mistérios da criação e destruição, nos auxiliando a passar pelos portais da vida e da morte trazendo a Abertura do renascimento para cada uma de nós.



Círculo de proteção: Vamos a partir do Leste visualizar que galhos brancos brotam da terra e vão crescendo em sentido horário e se entrelaçando ao nosso redor, por todos os lados, acima e abaixo, formando um globo de proteção, mantendo todas as energias dissonantes fora e as energias necessárias dentro. Que Seja Assim!

4. Mito Sheela-Na-Gig
“Sheela-na-Gig fecunda a minha morada para que eu possa aprender a fluir com os ciclos da vida, entre os mistérios dos portais da vida e da morte e seguir plena, sem medos .”
Maria Ester


*“Sheelah na Gig, antiga deusa irlandesa da sexualidade que representava os princípios da vida e da morte. Era retratada por desenhos ou estatuetas grotescas de figuras femininas expondo seus órgãos genitais, simbolizando o portal da vida, enquanto seu corpo esquelético mostrava a decrepitude da velhice.

Para erradicar a força dessa energia intensa da sexualidade, a Igreja Católica usou essas figuras para representar demônios, colocando-as como esculturas nas colunas ou paredes das igrejas. Até hoje ainda existem essas relíquias, mas seu significado simbólico perdeu-se devido à perseguição desenfreada ao poder da mulher, expresso por sua sexualidade, promovida durante séculos pela Igreja e pela própria sociedade patriarcal.
Ao se conectar à sexualidade alegre e explícita de Sheela Na Gig, as mulheres resgatam seu poder e o direito de se expressarem, de forma livre e consciente.”


*informações extraídas do livro “ O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.


*Era também retratada como um bruxa (mulher sábia) em toda a sua glória: caixa torácica de esqueleto, seios secos e caídos, com alguns dentes remanescentes e pouco cabelo, mas vibrante e desafiadora na beleza de sua idade.

*informações extraídas do livro “ O Oráculo da Deusa”, de Amy Sophia Marashinnsky



Observação: Segundo, John Harding, que cuida de um Projeto de descobertas de Sheela Na Gig (ele viajou milhares de quilômetros em busca delas), a Irlanda é o lugar que tem a maior concentração de sheela-na-gigs, enquanto, no Reino Unido, há cerca de 60 conhecidas. Mas há novas descobertas "o tempo todo", segundo ele.

"Sheela é a forma irlandesa do nome normando Cecile, e 'gig' é na verdade uma gíria inglesa para as partes íntimas de uma mulher", explica ele.

Música: Melissa

“Sheelah na Gig

Sheelah na Gig 2x
Sheelah ...Sheelah na Gig

Ância, abre os Portais
Da Yoni vamos renascer
Vida e Morte compreender

Seu ventre fértil traz o resgate
Alegria e expansão
Criatividade, vamos reconectar
Com o nosso poder, internalizar

Yoni que Cura
Yoni que Eleva
Yoni que Resgata
Yoni... Sheelah na Gig

O poder feminino vamos reconhecer
Ser livres e conscientes do ser
Do nosso lugar de mulher, Sagrada Mulher

Viver o destino negado às ancestrais
Acessar, equilibrar, caminhar...
E o mistério realizar

Ser Mulher....Ser Mulher
O nosso poder, de Ser Mulher

Yoni que Cura
Yoni que Eleva
Yoni que Resgata
Yoni... Sheelah na Gig”


5. Meditação

Meditação para a reafirmação da potência interna que nos possibilita romper ciclos e transmutar situações

Em sua casa, diante de seu altar, cubra-se com seu véu ou xale escuro e crie seu espaço mágico individual

Feche os olhos.
Respire fundo.
Encha os pulmões.
E os esvazie.

Pense em renovar todo o oxigênio que você tem no corpo, então inspire e expire com vigor.

Agora esfregue suas mãos, energizando-as
Esfregue-as até ficarem quentes.
Encoste suas mãos quentes sobre seus olhos fechados.
Respire fundo novamente.
Mantenha os olhos fechados, mas retire as mãos e concentre sua visão interior para o ponto entre seus olhos.


Perceba onde Sheela Na Gig te trouxe.


Estamos num cômodo frio, paredes de pedras.
Nenhum objeto.
Você escuta gotas de água, pingos. Talvez uma água que corre.
Uma luz muito fraca vem de longe, refletida no chão de pedras.


Uma voz te pergunta.
Por que estas imóvel, filha?
Do que tens medo?


Sinta seu coração.
Está acelerado ou tranquilo?


De que tens medo? repete a voz.


Você decide seguir a voz.
E caminha próxima à parede. É fria, mas você não enxerga bem à sua frente. Prefere ter apoio, então aguenta esse incômodo


O escuro vai ficando mais denso, mas o frio vai sumindo


Tem um calor que te chega ao corpo.


Estás no limite.
À frente, o escuro é quente.
Se voltas um pouco, enxergarás um pouquinho de nada - mas sentirás aquele frio que arrepia os ossos.
Seu útero se contrai.
Sua vagina se contrai.
E essa contração te percorre a coluna.


Sinta essa energia.
Sinta o silêncio.


Você escolhe seguir.
O corredor vai se estreitando, afunilando. Mas você sente que ele agora é macio e morno.
É preciso esforço para passar pela fenda.
Talvez primeiro um pé, depois outro?
Ou melhor ir de cabeça?


Escolha: como você atravessa essa fenda?


"Como você atravessa esse limiar, minha filha? É realmente com fé que você recorre a mim?"


Você se entrega, se dissolve... e percebe estar numa caverna.
Num útero cósmico, em que a própria Deusa está a sua espera.


Ela permite que você a observe.


Como seu corpo reage à presença de Sheela Na Gig?


Olhas para ela e vês a força da sexualidade?
Essa imagem te choca?


Ainda desconfias desse poder que emana do teu próprio corpo, desse teu conhecimento mais profundo, instintivo, intuitivo e irracional?


Ou te assusta diante da face decrépito da anciã? Diante da inexorável verdade que é nosso próprio envelhecer?


"Se desejas a mudança, aceite que tudo definha. Tudo tem seu tempo.
E ao contrário do que tentam nos fazer crer, existe muita potência nesse envelhecer, em reconhecer o fim.
Em todo fim, há muita potência de vida".


Percebes, em que ponto sexualidade e envelhecimento conectam-se?
Em teu próprio corpo.


Seu corpo.
Sinta seu corpo. Tens usado tua potência para desafiar o que está estagnado e iniciar os novos ciclos que são necessários?


O que realmente tem vem à mente agora??


Reconheces o ciclo que precisas realmente encerrar?

Deixe ir o que é necessário descartar, mudar, transmutar.
Não se apegue às crenças limitantes.
Mande embora esses padrões


Está tudo bem.
Estou contigo.
Percebes que não há caos, quando acreditamos em nós mesmas?


Deixe ir.
Estou ao teu lado, para que saibas que me farei presente quando me chamares.


Siga.
E quando sentires que estás pronta para seguir rumo ao novo, chama três vezes por mim.


Sheela Na Gig
Sheela Na Gig.
Sheela Na Gig


"Quando o velho se desintegra, transforma-se em adubo para tua própria reintegração. Nutriente para que a semente vingue" .


E seu desejo floresça.


Sentes que tem água sob os teus pés, filha?


Segue a água.


Irás caminhar seguindo esse fiozinho de água, que mais à frente deve jorrar.


Mas antes, perceba o símbolo da Sexualidade que entreguei a ti.


Perceba como teu Útero e tua vagina se contraem.


"É tua sexualidade viva.
Tua força. Tua potência.
Que esteve sempre disponível a ti. Desde donzela. E ainda agora. E sempre estará.
Sou eu, a própria anciã, que te diz.
Use-a com sabedoria"


Antes de partir, você faz seu agradecimento à Deusa.


Com as mãos em forma de concha, você carrega o que
Sheela Na Gig te entregou.


E caminhas junto ao fio de água, que segue em direção a um clarão.


Você segue. Somente uma luz muito forte.


Sua visão interna está novamente focada no ponto entre seus olhos.


Respire fundo,
Encha os pulmões.
E os esvazie.


Pense em renovar todo o oxigênio que você tem no corpo, então inspire e expire com vigor.


Agora esfregue suas mãos, energizando-se.
Esfregue-as até ficarem quentes.
Encoste suas mãos quentes sobre seus olhos fechados.
E quando se sentir pronta, retire lentamente as mãos e lentamente abra os olhos.


Está feito.

6. Prática Mágica

Pegue agora o búzio ou a concha espiralada ou fechada (que tenha as duas metades), um óleo essencial ou aromático ligado ao seu signo e se ponha de frente ao altar. (De preferência sentada com as pernas abertas).
Passe 3 gotas essência de olíbano ou do seu signo em suas mãos e as esfregue uma na outra, energizando-as com a sua energia feminina. Pegue o búzio ou a concha e coloque entre as suas mãos. Peça agora as bençãos de Sheela Na Gig para que Ela abençoe e consagre o seu sagrado feminino físico, passando o búzio ou a concha pelo seu corpo.

Diga:
Oh Deusa Sheela Na Gig, Senhora do Grande Portal Oculto e Sagrado. (pausa)
Peço que com este símbolo do sorriso de vênus abençoe e consagre o meu físico feminino. (pausa)
Consagre minha cabeça, meus cabelos e minha voz (pausa)
Meus seios e meu tronco (pausa)
Minha vagina e meu ventre (pausa)
E todos os membros do meu sagrado templo feminino (pausa)
Que seja Assim!

Agora passe esse objeto sagrado por todos os elementos do altar e sinta a energia lhe dando força e coragem para viver o novo e deixar o passado.
Abençoadas somos pela passagem e pela presença do Portal de Sheela Na Gig em nós.

Está feito.



7. Encerramento

Finalização com uma música, com os olhos fechados e sentindo as energias se condensando e fechando o ritual



8. Abertura do círculo de proteção

Vamos a partir do Leste visualizar que os galhos brancos vão voltando para a terra e vão se desfazendo em sentido anti-horário e se abrindo ao nosso redor, por todos os lados, acima e abaixo, voltando totalmente para o ventre da Mãe Terra. Está Feito!


Está feito!

Em Perfeito Amor e Em Perfeita Confiança!

Ritual elaborado por Mirella Faur, Ana Queiroz, Cris, Jacielle, Maíra, Marcela, Melissa (música) e Maria Ester - Convite: Claudia Badinni
Teia de Thea - Luz Estelar