22 DE ABRIL
Festival de Ishtar, na Babilônia, deusa que representava a força da vida e da luz, sendo reverenciada como a deusa da sexualidade e da fecundidade. Seu culto foi proibido pelos hebreus patriarcais e sua figura denegrida pelas Escrituras, passando a ser considerada como “A Mãe das Prostitutas” ou “A Grande Prostituta da Babilônia”.
No Japão, festa do casal divino O-Yama-no-kami e Kemo-tama-yori-hine. Invocados para abençoar os casais com harmonia e fertilidade, eram reverenciados com cânticos, oferendas de frutos e encenação do ato sexual.
Cerimônia de Plenteria, em Roma, a lavagem ritualística do templo da deusa Minerva.
Dia da Terra, na Islândia, celebrando a chegada da primavera e homenageando Gerda, a severa deusa da terra congelada pelo inverno, que despertava pelo toque de Freyr, o alegre deus da primavera e da vegetação.
Dia internacional da Terra, celebrando Gaia, a Mãe Terra. É uma data indicada para orar pela paz e pela pureza do meio ambiente.

*informações extraídas do livro “ O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.


Veja a homenagem completa aqui.

Link para o áudio da Celebração do Dia Internacional da Mulher