Celebração do Dia

02 DE MARÇO
Antiga comemoração de Maddar-akka, “A Velha”, a deusa finlandesa da terra, da natureza, da cura e da magia. Mãe das deusas Juks-akka, Sar-akka e Uks-akka, ela era a padroeira dos partos e guardiã das almas das crianças até que elas estivessem prontas para nascer. Neste momento, ela transferia essa tarefa para Sar-akka (se a criança fosse do sexo feminino) ou para Juks-akka (se fosse do sexo masculino). A deusa Uks-akka podia mudar o sexo da criança antes dela nascer, de acordo com sua vontade.
Celebrava-se também Paivatar, a deusa virgem solar finlandesa que, segundo os mitos, fiava a luz do dia com os fios dourados do Sol. Vestida com uma túnica dourada, seu fuso era de ouro, assim como a carruagem na qual atravessava o céu.
Celebração na Bulgária da Vovó Março, uma das representações da deusa Anciã. Acreditava-se que, se as mulheres trabalhassem neste dia, a Vovó Março enfurecia e destruía as colheitas. Por isso, as mulheres passavam o dia orando e pedindo à Deusa a bênção para que as colheitas fossem fartas.
Dia dedicado à deusa celta Ceadda, a guardiã das fontes sagradas e das águas medicinais e de Ceibhfhionn, a deusa irlandesa, senhora da inspiração e da criatividade, guardiã da fonte do conhecimento que vigiava os homens para que não bebessem desta fonte sem sua permissão.

*informações extraídas do livro “ O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.