Celebração do Dia

30 DE OUTUBRO
Angelitos, comemoração mexicana para as almas das crianças abortadas ou natimortas, originada no culto de Xipe Totec, o deus asteca da morte e de Mictecacihuatl, a deusa que regia os nove rios que as almas deveriam atravessar em sua passagem. Antigamente, celebravam-se também as seguintes deusas, regentes da vida e protetoras das crianças: Cihuatzin, a mãe e guardiã das crianças; Ilamatecuhtli, “A mulher velha com saia longa”, deusa da Terra e da Lua; Quilaztli, “A mãe guerreira”, protetora das crianças, dos animais e dos pássaros; Tonantzin, a Mãe Terra, deusa dos cereais e da natureza; Teteoinnan, “A mãe das coisas sagradas”, padroeira das parteiras, senhora da fertilidade e da Terra; e Toci, “A Avó”, deusa anciã da Terra, guardiã dos poderes de cura e regeneração.
Terceiro dia das celebrações de Isia. De acordo com a localização dos templos, os rituais eram diferentes; todos, porém, enfatizam o desmembramento do corpo de Osíris, o sofrimento de Ísis e sua busca desesperada para encontrá-lo.

*informações extraídas do livro “ O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.