Pesquisar
Close this search box.

Blog

01/18/2023
Deusa Viva - Dezembro de 2023

TEXTO POR:

AUTOR TERCEIRO

ESCRITO ORIGINALMENTE EM:
03/17/2024
Ostara e o início do ano zodiacal
O nome em inglês e alemão para a Páscoa – Easter e Östern – foi “emprestado” da celebração pagã das deusas Eostre (celta) e Ostara (saxão ), regentes da Primavera e da fertilidade, celebradas na Lua Cheia mais próxima do equinócio de primavera. Ostara era a deusa da aurora e da vitalidade, regente da fertilidade (vegetal, animal e humana), equivalente a Eostre, a deusa anglo-saxã da Primavera. Ambas eram representadas como jovens coroadas com flores, segurando uma cesta com ovos e cercadas por lebres, celebradas com canções, danças e procissões de mulheres enfeitadas com guirlandas.
01/19/2024
Mulher Búfala Branca
A mensagem que a Mulher Búfala Branca trouxe para o mundo contemporâneo é lembrar que todos nós humanos, independentemente de cor, origem, gênero ou situação social, fazemos parte da complexa teia da vida e somente vivendo com respeito, harmonia e paz, poderemos atravessar os períodos cruciais que nos aguardam. A lição da Mulher Búfala Branca foi: “viver em paz com todas as nossas relações” e “tudo o que fizermos à grande teia da criação faremos a nós mesmos, pois somos um só ser vivo”.
08/06/2023
As dádivas da Deusa Hécate
Hécate Trivia ou Triformis era uma das mais antigas deusas da Grécia pré-helênica, associada com a noite, lua negra, magia, profecias, cura e os mistérios da morte, renovação e nascimento. ‘’Senhora das encruzilhadas” - dos caminhos e da vida - e do mundo subterrâneo, Hécate é um arquétipo primordial do inconsciente pessoal e coletivo, que nos permite o acesso às camadas profundas da memória ancestral. É representada no plano humano pela xamã que se movimenta entre os mundos, pela vidente que olha para passado, presente e futuro e pela curadora que transpõe as pontes entre os reinos visíveis e invisíveis.
06/13/2023
Rituais do solstício de junho
O solstício de junho era celebrado pelos antigos povos da Europa – principalmente os celtas, escandinavos e saxões – como o auge da trajetória anual do Sol. Nesse dia, considerado o mais longo e claro do ano, o nascer e o pôr do sol alcançam seus pontos máximos ao norte da linha do horizonte, marcando o auge do verão. Mas é importante ressaltar que, embora estejamos no hemisfério Sul, nada nos impede também de festejar o solstício de junho. Neste texto, Mirella Faur, além de rastrear a origem de rituais como o Sabbat Litha, comum entre os povos europeus, traz uma receita completa para o dia 21 de junho.

Para entrar em contato conosco basta enviar um e-mail para
teiadethea@teiadethea.org
ou se inscreva para receber nossas novidades!